Buscar

Presentear - uma comunicação universal (parte 2)

Continuando o post anterior, sobre como o presentear é um ato existente em todas as culturas, trazemos mais algumas curiosidades:


Na Itália

Nos casamentos italianos, existe uma tradição em que a gravata do noivo é cortada em muitas peças e os convidados compram os retalhos em troca de dinheiro. O total então é dado aos noivos como presente de casamento, como uma uma forma divertida de ajudá-los a começar sua vida juntos. Os convidados ficam com as peças que compraram como lembrança.


No Japão

Os japoneses valorizam muito a apresentação e não apenas o conteúdo, por isso os presentes devem ser bem embalados. Para eles, um presente expressa gratidão e respeito.

O embrulho deve ser elaborado e executado justamente para expressar esses sentimentos. Mas o interior também importa – o agrado selecionado representa o valor que o presenteado tem.

Um objeto para o chefe sempre será um pouco superior ao escolhido para os colegas de trabalho, mas todos devem ter qualidade e não constranger quem os recebe.

Outra forma de demonstrar respeito é entregar o presente com as duas mãos. Se o presenteado recusar o item, é preciso insistir algumas vezes. Não aceitar um presente nas primeiras ofertas é sinal de humildade na cultura japonesa.


Na Rússia

Nos aniversários de crianças todos se sentem especiais porque não é apenas o aniversariante que ganha um presente, mas também todos na festa. As crianças brincam com um varal composto de presentes pendurados e cada convidado leva um presente para casa. Da mesma forma, o aniversariante dá doces a todos os seus colegas de classe na escola, de modo que todos fiquem felizes e animados com a data.


Na cultura judaica

Em algumas ramificações do judaísmo, quem se casa recebe dos mais velhos um pouco de pão, para que nunca falte alimento na nova vida, e sal, como símbolo de uma união indestrutível.

Durante o período do Rosh Hashaná, festa de Ano-Novo que acontece entre os dias 1º e 2 de setembro, os presentes ganham uma simbologia bem especial. As pessoas costumam presentear com chocolates e outros doces para que o novo ano seja igualmente doce.


Na cultura indígena

Na etnia Myky, presente no Mato Grosso, a caça é oferecida primeiramente para alguém considerado importante. O caçador pode até ficar sem carne após a oferta. Uma caça grande é dividida com todo mundo, mas o pedaço maior é oferecido para alguém por quem se tem gratidão.


No Oriente Médio

Existem comemorações durante todo o ano e presentes são frequentes entre amigos, familiares e colegas. Os árabes são conhecidos por sua hospitalidade, polidez e natureza amigável, sendo o ato de presentear importante para sua cultura. Para os árabes, é um ato que aproxima as pessoas e reflete sua graciosidade e generosidade. Ocasiões como aniversários, casamentos e nascimentos, marcos religiosos, incluindo Ramadã, Eid e o nascimento do profeta, são celebrados com a família e amigos. Os presentes também são trocados com os vizinhos, não importa o quão bem os conheçam.

Além disso, no mundo árabe, os presentes são dados em situações que não exigem mimos em outras culturas, como simplesmente visitar alguém. A generosidade dos árabes se estende ao ponto em que, se alguém demonstrar interesse por um objeto que eles têm em casa, provavelmente o convidado será presenteado com ele na saída.

Presentes elaborados e caros, dados de uma família para a outra, não são vistos como rudes ou inadequados, eles representam proximidade, respeito e apreciação.


Cada cultura tem suas próprias celebrações e tradições de presentes. Alguns desses exemplos podem parecer incomuns, mas todas essas interações refletem a intenção de agradar, o amor e o apreços pelos outros.


Em se tratando do ato de presentear, apesar das diferenças entre culturas ao redor do mundo, as semelhanças ainda prevalecem porque os objetivos são os mesmos, espalhar felicidade, reforçar laços sociais e fortalecer a tradição.


Então não importa que tradições são seguidas ou qual a ocasião do momento, um presente genuíno e bem-intencionado que faça seus entes queridos felizes é tudo o que importa!